Publicidade

Acesso Restrito

Os males e as corrupções dos últimos dias

Por: silvia leticia carrijo de azevedo sá

“Lembre disto: Nos últimos dias haverá tempos difíceis.” (II Timóteo 3:1)

Desde 2006 eu tomei a decisão de não ficar mais ligada à televisão, procuro ver o mínimo possível, mesmo estando sozinha em casa. Quando quero um filme escolho com mínimos detalhes. Não gosto de violência nem que tenha cenas impróprias para menores. Se menor não pode ver, significa que é impróprio para família ver juntos.

É impressionante como damos conta de ficar duas horas vendo tevê e não damos conta de ficar minutos lendo a Bíblia e um bom livro. Somos levados pelas imagens e esquecemos até de raciocinar o que estamos vendo. Somos levados como vento.

É um mundo totalmente fora do real. Ou é real demais para poder te deixar são e salvo. Ao mostrar violência mostra aquilo que te impõe medo e pavor de sair de casa, não apresenta um caminho de melhora, apenas mostram os fatos nus e crus.

As novelas é o prato cheio para o diabo incutir suas idéias de família, infância, mocidade rebelde. A família é sem valor, a infância e o terror dos pais, podem se ter filhos da forma que quiser, sem pai e ou mãe. Filhos independentes. O dinheiro é o senhor de todos e de todas as coisas.

E falando em mocidade rebelde, eu vi e li esta semana sobre jovens de famílias bem financeiramente inciando suas vidas no crime e vandalismo. E o repórter termina sua matéria fazendo uma pergunta: onde estava o erro, se todos falam de educação e estes tinham na maioria cursos superiores e feitos fora do país ou nas melhores faculdades daqui, falavam mais de duas línguas?

Fui pesquisar o assunto e qual não foi à surpresa o número realmente é grande. Jovens com um futuro brilhante pela frente com as vidas marcadas por crimes até bárbaros, como mortes, estupros, seqüestros e outros.

Ao começar o estudo logo percebi um fato real em todos os casos, são filhos de pais separados e com dinheiro à vontade. O erro então começou a vir à tona. Desde que colocamos em nossas mentes que somos pessoas livres ao ponto de esquecermos dos filhos, corrermos para trabalhar e deixá-los a mercê de outras. Deixarmos nossas famílias sem o pai como referencia por que damos conta sozinha. Erramos muito. Nossos filhos começaram a se perder na vida muito cedo. O pai se afasta, cria outra família e em conseqüência dos fatos apenas envia dinheiro a primeira esposa. A mulher como parte frágil que realmente é, esbanja comprando o que o filho precisa e não precisa para ser presente.

Brigam muito comigo por eu não ser a favor do divórcio, somente em casos extremos de violência. Em todos os outros casos podemos acertar antes que seja tarde. Com essa separação os filhos começam a se divertir e ocupar o lugar deixado pelo pai pela TV. Que é uma ótima deseducadora. Com essas informações na mão fiz um turismo pela programação infantil matinal. Qual não foi minha surpresa, são piores que a programação adulta em desobediência aos pais, respostas imprópria à idade, violência, armas a vontade.

Fiquei boba com o fato real da TV e a realidade da juventude. Estamos deixando todo tipo de programação entrar em nosso lar, nos dando ordens, ditando tipos e modas onde nossos filhos estão ali se deleitando e nós não temos o poder de desligar e ir brincar com eles.

As pessoas entram em um mundo de fantasia sem fim, desconexas da realidade de suas vidas. Ficam com as mentes cheias de porcaria e não dão conta de suas próprias famílias. Querem o celular mais caro não importando se podem ou não pagar, mesmo que para isso a vida de outros seja violada. Não se importam com suas famílias como se elas fossem descartáveis. Afinal, nas novelas se troca de marido e mulher sem nenhuma seqüela familiar, sem problemas emocionais, mas se estes aparecem tem soluções rápidas.

Paulo em sua segunda carta a Timóteo diz assim: “Lembre disto: Nos últimos dias haverá tempos difíceis. Pois muitos serão egoístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes aos seus pais e não terão respeito pela religião. Não terão amor pelos outros e serão duros, caluniadores, incapazes de se controlarem, violentos e inimigos do bem. Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus; parecerão ser seguidores da nossa religião, mas com as suas ações negarão o verdadeiro poder dela. Fique longe dessa gente! Alguns deles entram nas casas e conseguem dominar mulheres fracas, que estão cheias de pecados e que são levadas por todo tipo de desejos. “ (II Timóteo 3:1-7)

Paulo alerta contra pessoas de falso caráter. São sempre mal sucedidos, mas não conseguimos enxergar esta parte. Estamos criando jovens dessa forma, avarentos, orgulhosos, xingadores.

Hoje obediência aos pais é coisa do passado, mas deveríamos retornar algumas práticas do passado, onde a voz que conhecíamos era de nossos pais e não de TV, filmes e desejos incontroláveis.

O amor pelo próximo não existe mais, tem-se coragem de assaltar e ainda arrastar quem violamos por Km sem nenhum pudor. Matam-se os pais e ainda vão ao enterro chorando, falsos, sem amor, inimigos do bem.

São parecidas com pessoas autênticas, mas são falsos. Isso é que os torna tão perigosos. A falsidade com aparência de verdade. Enganam a muitos e depois deixam pessoas dilaceradas emocionalmente e espiritualmente.

Precisamos voltar à mente de Cristo em nós, enquanto ficarmos contaminando nossa mente com o alimento que a TV, filmes e outros não dão, seremos pessoas fracas, capengas e enganados por Satanás.

De tudo que devemos guardar na nossa vida, devemos guardar o nosso coração de enganos, mentiras vindas do inferno com beleza exterior e meio de destruição familiar. Você vale mais do que o diabo tem pagado. Você vale o sacrifício de Jesus na cruz. Você vale o maior preço já pago no mundo por alguém.

Sua mente não precisa de tantos lixos jogados dentro da sua casa sem pedir licença. O controle da Tv da sua vida tem que estar na sua mão, peça a Deus que ilumine sua mente para que consiga enxergar o oculto aos seus olhos físicos.

”Pregue a mensagem e insista em anunciá-la, seja no tempo certo ou não. Procure convencer, repreenda, anime e ensine com toda a paciência.”(II Timóteo 4:2)

Até a próxima...

Participação: Nenhum Comentário

Avaliação:

  • Atualmente /5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Religião

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação