Publicidade

Acesso Restrito

Novo Acordo Ortográfico

Por: TONI DA SILVA DUARTE

O prazo de transição está se esgotando. Não deixe para última hora, utilize a nova ortografia desde já!

Novo Acordo Ortográfico

As alterações na escrita oficial foram ratificadas pelo Decreto Legislativo 6.583 de 29 de setembro de 2008. O rol dos países que aderiram o acordo está no artigo primeiro do Decreto 6.585/08, vejamos:

Art. 1o O Segundo Protocolo Modificativo ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, entre os Governos da República de Angola, da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República de Guiné-Bissau, da República de Moçambique, da República Portuguesa, da República Democrática de São Tomé e Príncipe e da República Democrática de Timor-Leste, de 25 de julho de 2004, apenso por cópia ao presente Decreto, será executado e cumprido tão inteiramente como nele se contém.

Por outro ângulo:

 - Angola

- Brasil

- Cabo Verde

- Guiné-Bissau

- Moçambique

- Portugal

- São Tomé e Príncipe

- Timor Leste

Não se preocupe em decorá-los, lembre de início que são 08 (oito) e com o tempo você será capaz de dizer se um país faz parte ou não do novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Mas qual a finalidade do acordo?

Com uma língua unificada há, entre outras vantagens, uma maior aproximação cultural e científica. Veja ainda o que diz um trecho do acordo:

Considerando que o projeto de texto de ortografia unificada de língua portuguesa aprovado em Lisboa, em 12 de outubro de 1990, pela Academia das Ciências de Lisboa, Academia Brasileira de Letras e delegações de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, com a adesão da delegação de observadores da Galiza, constitui um passo importante para a defesa da unidade essencial da língua portuguesa e para o seu prestígio internacional. (grifei)

Feito esse breve comentário inicial, iremos às alterações propriamente ditas. Afinal o prazo de adaptação está se esgotando. Veja o que diz o parágrafo único do Decreto:

Parágrafo único.  A implementação do Acordo obedecerá ao período de transição de 1o de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012, durante o qual coexistirão a norma ortográfica atualmente em vigor e a nova norma estabelecida.

Mãos à obra.

Para começarmos a todo vapor, vamos responder duas questões:

1. (Questão inédita) Angola, Moçambique e Ilhas Canárias ratificaram o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

 (   ) Certo                               (   ) Errado

2. (Questão inédita) Assinale a alternativa em que todos os países aderiram o novo acordo da língua portuguesa.

a)      Brasil, Angola, Chipre.

b)      Moçambique, Guiné-Bissau, Timor Leste.

c)      Costa do Marfim, Brasil, São Tomé e Príncipe.

d)      Portugal, Costa do Marfim, Timor Leste.

e)      Cabo Verde, Portugal, Ilhas Canárias.

Respostas:

  1.       ERRADO – As Ilhas Canárias não estão no rol dos países
  2.       B

As alterações ocorreram em (04) quatro “campos”:

Campo 1 – No Alfabeto

Campo 2 – No Trema

Campo 3 – Na Acentuação

Campo 4 – No Emprego do Hífen

Campo 1 – No Alfabeto

Foram acrescentadas no alfabeto três letras que até então só eram utilizadas em palavras estrangeiras não aportuguesadas, abreviaturas, símbolos científicos e na matemática. São elas: K – W – Y.

Saber quais letras foram acrescentadas não é difícil, o problema começa quando questionado qual a sua exata colocação no alfabeto.

Vejamos uma questão:

  1.     (Questão inédita) Sobre a exata colocação das letras K, W e Y no alfabeto, assinale a proposição que traz sequência correta:

a)      M, N, Y, P

b)      Y, T, U, W

c)      V, W, X, Y

d)      L, K, M, N

e)      V, Y, X, W

Veja como ficou o alfabeto após o acordo: A – B – C – D - E – F – G –H – I – J – K – L – M – N – O – P – Q – R – S –T – U – V – W – X – Y – Z.

Logo, a alternativa correta é a letra C.

Para que não restem mais dúvidas:

- Temos um ex-presidente que nos auxiliará na posição do K: Juscelino Kubitschek. Lembre-se J K, ou seja, o K vem após o J. (prefiro utilizar artifícios mnemônicos a decorar).

- Já que a posição do X no alfabeto não é novidade, lembre-se que o X está entre o W e o Y – (W X Y)

  1.      (Questão inédita) Das novas letras acrescentadas ao alfabeto o “w” tem sua exata posição entre o X e Z. Ficando da seguinte forma: X – W – Z.

(   ) Certo                    (   ) Errado

Resposta:

O “w” está corretamente posicionado antes do X. Lembre-se o “x” está entre o “w” e o “y”. Proposição Errada

Campo 2 – No Trema

O trema ERA colocado sobre o U em GueGuiQueQui e sua função era forçar a pronúncia do U.

Com o novo acordo, o Trema deixou de existir nas palavras portuguesas ou aportuguesadas.

Atenção! Nas palavras estrangeiras o trema permanece. Ex: Müller.

  1.    (Questão inédita) De acordo com o novo acordo ortográfico, palavras como “freqüente” permanecem com o trema, retirá-lo acarretaria erro na pronúncia.

  (   ) Certo                    (    ) Errado

Resposta:

De acordo com o novo acordo, o trema só existirá em palavras estrangeiras não aportuguesadas. Nas demais, o trema foi abolido. Logo, proposição Errada.

Campo 3 – Na Acentuação

3.1  - Ditongos

Os ditongos ocorrem quando duas vogais se encontram em uma mesma sílaba. Para classificar esse encontro devemos observar se na separação silábica as vogais se separam, caso isso ocorra, haverá um hiato e não um ditongo. Veja no exemplo:

a) Beijo, separando as sílabas – Bei – Jo, observe que as vogais continuam juntas, portanto é um exemplo de ditongo.

b) Baú, separando as sílabas – Ba-ú, observe que as vogais foram separadas, portanto não é um exemplo de ditongo e sim de hiato.

Vejamos o que mudou na acentuação dos ditongos:

A atenção está para os ditongos EI e OI nas palavras paroxítonas (para que não lembra! Palavras paroxítonas são aquelas que possuem a penúltima silaba com a pronúncia mais forte que as demais).

O “Ei” e o “OI” em palavras paroxítonas deixam de ser acentuadas. Vejamos exemplos:

a) Antes - Colméia / Com o novo acordo - Colmeia.

b) Antes – Asteróide / Com o novo acordo – Asteroide.

Fácil não?

Mas atenção! A regra só mudou para as paroxítonas. Nas proparoxítonas, oxítonas e nos monossílabos tônicos permanecem as mesmas regras. Vejamos exemplos:

a) Antes – Aluguéis / Com o novo acordo – Aluguéis (não mudou)

b) Antes – Dói / Com o novo acordo – Dói (não mudou)

Vamos fazer uma questão:

6. (Sesi – Senai) Qual das alternativas apresenta todas as palavras acentuadas corretamente?

Escolher uma resposta.

a) geléia – apoia – fieis – constroi – trofeu

b) geleia – apoia – fieis – constroi – troféu  

c) geleia – apóia – fiéis – constroi – troféu  

d) geléia – apóia – fieis – constrói – troféu  

e) geleia – apoia – fiéis – constrói – troféu

Resposta:

Questão fácil! Atente que as mudanças somente incidem sobre as paroxítonas. Logo, alternativa E.

3.2 - O  “i” e “u” após ditongos.

O “i” e o “u” não são mais acentuados em palavras paroxítonas e antecedidos de ditongo. Não entendeu? Veja o exemplo:

a) Antes – Baiúca / Com o novo acordo, Baiuca. Observe a separação silábica BAI – U – CA. A palavra é paroxítona e o “u” vem após um ditongo, por isso não mais será acentuada.

Outro exemplo para fixar:

Feiúra! Pense... com ou sem o acento? FEI – U – RA. Paroxítona antecedida de ditongo.... entendeu? Feiura.

E tem gente que se pergunta para que aprendeu a separar as silabas!

Mas atenção! A regra só mudou para o “i” e o “u” antecedidos de ditongo, nos demais casos nada mudou. Exemplo:

Faísca – Gaúcho – Paraíso.

Note que as palavras acima são paroxítonas, mas o “i” ou “u” NÃO são precedidos de ditongo. Nestes casos, não houve mudança.

3.3 – O “ee” e o “oo” na mesma sílaba

Palavras com “ee” ou “oo” na mesma sílaba não são mais acentuadas. Exemplo:

a) Antes – vôo / Com o novo acordo, Voo.

b) Antes – Eles Vêem / Com o novo acordo, Eles veem.

Compreendeu?

Vamos a uma questão

7. (Questão Inédita) Marque a alternativa em que todas as palavras estejam escritas conforme o novo acordo ortográfico.

a) Enjôo, Descreem, Veem

b) Enjôo, Descrêem, Vêem

c) Enjoo, Descreem, Veem

d) Enjoo, Descrêem, Veem

e) Enjoo, Descrêem, Vêem

Resposta:

Muito fácil não? Letra C

3.4 – Acento diferencial

O acento diferencial é usado para distinguir palavras com a mesma escrita, mas sentidos diferentes. Ex: Ele não pára em casa / Isso é para você.

Há de convir que o contexto é capaz de dar sentido à palavra. Creio que todos entenderiam a frase “Ele não para em casa”. Salvo algumas exceções, o acento diferencial deixou de existir.

No entanto a omissão do acento diferencial poderia causar ambiguidade em algumas orações, é por este motivo que ainda se usa o acento diferencial em alguns casos. Vejamos:

a) Ele não pode sair – Essa oração está no presente ou no pretérito (passado)? Neste caso o acento diferencial irá marcar o tempo.

            Ele não pôde sair – Pretérito

            Ele não pode sair – Presente.

Não fique confuso! Você deve estar se perguntando: como vou saber tudo isso? Não se aflija, vamos treinar.

Nós amantes da concordância, jamais esqueceremos que alguns verbos marcam sua forma no plural apenas com o acento, é o caso de “Ele tem” e “Eles têm”. Essa regra não mudou!

Assim como “tem”:

Contém – Singular / Contêm – Plural.

Detém – Singular / Detêm – Plural.

Vem – Singular / Vêm – Plural

Entenderam?

Não esqueçam! A acento diferencial é fundamental para a marcação do plural e do tempo verbal.

Vamos respirar um pouco. Na segunda parte deste artigo, falaremos sobre hífen.

Vamos responder algumas questões para fixar.

Questões

1. (Sesi – Senai) A sequência que traz todas as palavras acentuadas corretamente é:

Escolher uma resposta.

a. agüentar – Hübner

b. eqüilátero - Bündchen

c. Müller – mülleriano

d. conseqüência - tranqüilo

e. frequentemente - qüinqüênio

2. (Sesi – Senai) Apenas uma alternativa apresenta todas as palavras acentuadas corretamente. Assinale-a.

Escolher uma resposta.

a. O herói perdeu um dos dedos da mão esquerda ao realizar um ato heroico.

b. Todos tem que dizer a verdade, não importa em que situação.

c. O garoto teve enjôo durante toda a viagem.

d. O ator foi aplaudido de pé pela platéia.    

e. O carro pára diante do sinal vermelho.

3. As palavras que preenchem corretamente as frases abaixo são, respectivamente:

a) A ________ que Rodolfo teve para minimizar os gastos foi, até agora, a melhor.

b) A ________ da moça era de dar dó.

c) João e Maria ________, com muita alegria, a data do casamento se aproximar.

d) Deve-se ________ as contas em dia para evitar o pagamento de juros excessivos.

e) O professor ________ sempre o mesmo aluno.

Escolher uma resposta.

a. ideia - feiura - veem - pôr – argui

b. idéia – feiura – vêem – pôr - argúi

c. ideia - feiúra – veem - pôr – argui

d. ideia – feiúra - veem – por - argúi

e. idéia – feiúra – vêem – por – argúi

4. Assinale a alternativa que traz a sequência correta:

a) É facultativo o acento diferencial nas palavras “pôde e pode” e em “têm e tem”.

b) Não se acentuam mais as palavras “boia, descreem, ideia e feiura”.

c) As palavras “vêem, vôo, zôo e relêem” devem ser sempre acentuadas.

d) “Baiúca, platéia e boléia” são palavras que não devem mais receber acento gráfico.

e) O “u” tônico da forma verbal “redarguo” não deve mais receber acento.

Escolher uma resposta.

a. V – V – F – F – V  

b. F – V – F – V – V  

c. V – F – F – F – V   

d. F – V – V – V – F

e. F – F – F – F - V

5. O alfabeto da língua portuguesa, houve a inclusão das seguintes letras:

Escolher uma resposta.

a. K – W - Y

b. W – X - Y   

c. K – W – Y  

d. W – X – Y  

e. X – Y – Z

Gabarito

1.C

2.A

3.A

4.B

5.C

Toni Duarte é Gestor Público, especializando em Língua e Literatura Portuguesa.

Participação: 2 Comentários

Avaliação:

  • Atualmente /5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Português

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação