Publicidade

Acesso Restrito

Leitura e escrita: o trabalho com a palavra.

Por: Eduardo Eide Nagai

Nestes dias, quando participei de uma reunião de pais e professores na escola onde leciono Língua portuguesa, comecei a conversar com um dos pais sobre a situação do seu filho. Estávamos conversando sobre o porquê seu filho tirou nota baixa na minha matéria. Falávamos sobre o problema que ele tinha em Ler e Escrever e sobre como poderíamos resolver a situação. Porém, quando o pai mostrou para mim a nota que seu filho tirara em minha disciplina percebi que não era a mesma pessoa. O aluno a que se referia o pai e o aluno a que me referia eram alunos diferentes com o mesmo nome. Foi engraçado, pois as características de ambos eram parecidos.

Isso mostra a dificuldade geral que enfrenta os jovens de hoje (talvez de sempre), a sociedade em que vivemos não motiva os seus membros a ler e interpretar o mundo, muito pelo contrário, já dá o mundo a nós prontinhos. Como se isso fosse possível. Podemos dizer que vivemos a era Delivery, ou seja, não precisamos trabalhar o mundo. Ele já está pronto, precisamos desfrutar desta maravilha que criamos. Percebemos em cada relação nossa com a sociedade. Se queremos comida, pedimos nossas pizzas. Se queremos distração, assistimos novelas. Se queremos aprender, os professores transmitem o conhecimento e a ciência já produzidos.

Ler e Escrever são dois lados de uma mesma moeda, ou seja, ambos são trabalhosos e árduos. Ambos exigem reflexão. Atenção. Produção de sentidos. Ambos são processos ativos. Outras pessoas dão à produção de texto o caráter de ativo e a leitura de passivo. Mas isso é um equívoco. Nos dois casos nos esforçamos para trabalhar a palavra. A leitura requer invenção do mundo da mesma forma que a produção de um texto. Ambos são sujeitos, o que escreve e o que lê. Ler não é correr os olhos em uma palavra, mas ler é sobretudo contruir sentido por sentido, como se fosse uma casa em construção. Ler é trabalhar a linguagem. Ler é posicionar-se no mundo. Ler é investir tempo e energia pesada no mundo.

Precisamos ver a leitura deste ponto-de-vista. Como uma a construir. Como um porvir. Como um trabalho.

Se trabalhar é dar sentido a nossa vida, então ler também  é estar no mundo com o mundo para o mundo. Ler é existir.

Participação: 1 Comentários

Avaliação:

  • Atualmente /5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Português

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação