Publicidade

Acesso Restrito

Pacto Pela Consciência Matemática na Idade Certa

Por: JORGE LUCENA

Nos últimos dias foi lançado pelo governo federal, mais um programa educacional a nível nacional, que se chama “Pacto Pela Alfabetização na Idade certa”. Chega a ser alarmante a quantidade de semianalfabetos que encontramos em nossas escolas. E olha que estou falando da segunda fase do ensino fundamental, e pasmem esse tipo de problema hoje, chega a atingir inclusive algumas séries do ensino médio da escola pública. É óbvio que a língua de uma nação, é uma das suas principais armas na luta contra o atraso, e a maior aliada do progresso de um povo. Essa iniciativa é com certeza de grande importância para a nossa educação, tendo em vista a atual situação que se encontra a falta de interesse de boa parte de nossos alunos.

Em matemática principalmente, a situação não é muito diferente, ou seja, chega a ser ainda mais complicada, já que se trata de uma ciência milenar de grande importância para o mundo nos dias atuais. O progresso e a Ascenção, são palavras sinônimas dessa importante arte nos mais variados setores de nossa sociedade. Claro que ao trabalhar a forma correta de se expressar e de dominar a nossa língua, consequentemente a assimilação e o aprendizado tornar-se-ão mais fáceis. Os benefícios serão incalculáveis tanto para o aprendizado como também para a formação de opinião, pois a leitura correta, e o hábil domínio da língua, abrirão de forma ampla vários horizontes de conhecimentos.

Em minha humilde opinião, acho que deveríamos colocar em prática também o que eu chamo de: “PACTO PELA CONSCIÊNCIA MATEMÁTICA NA IDADE CERTA”. Isso seria nada mais, nada menos que, solicitar dos professores do ensino fundamental nível um, que trabalhem de forma mais ampla os quatro principais algoritmos da matemática, ou seja, as quatro operações conhecidas como: Adição; Subtração; Multiplicação e Divisão. Os poderes executivos e legislativos ficariam incumbidos de legislar, e executar investimentos direcionados a reciclagem, e treinamentos desses profissionais, capacitando-os de forma correta para exercerem bem esse trabalho.

Outro ponto de fundamental importância é a conscientização dos pais e, ou responsáveis, dos seus deveres quanto ao incentivo e vigilância para com a escola e seus dependentes. Em toda escola torna-se necessária à presença de um psicólogo, esse profissional deve acompanhar de forma ampla os procedimentos e regras da escola, analisando de forma específica os comportamentos diversos dos alunos que não consigam acompanhar as normas e regras da escola. Devendo inclusive dependendo do caso, visitar os familiares dos alunos, procurando de forma conjunta identificar e solucionar juntos, esse problema que impede o aluno de obter êxito na escola. Esses procedimentos podem ser trabalhados pelo psicólogo tanto no fundamental um, como no fundamental dois, e em alguns casos até no ensino médio também claro.

Quero parabenizar a todos os envolvidos nesse projeto do governo federal, e desejar-lhes sucessos. E na condição de profissional da área de exatas, deixo aqui também a minha humilde opinião, como profissional que se encontra em plena atividade dentro da escola pública.

Participação: 1 Comentários

Avaliação:

  • Atualmente 5.00/5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Matemática

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação