Publicidade

Acesso Restrito

Ciclo Contábil

Por: daniel soares moreira junior

São procedimentos contábeis utilizados para identificar, classificar, mensurar, registrar, acumular, sumarizar e evidenciar a informação, este procedimento é utilizado para elaboração das demonstrações contábeis, de acordo com Szuster et al (2008, p. 33), “O termo ciclo indica que tais procedimentos devem ser repetidos continuamente para possibilitar que se preparem Demonstrações Contábeis atualizadas(...)”.

O ciclo contábil possui cinco fases, a saber: captação, reconhecimento, processo de acumulação, sumarização e evidenciação.

Captação – colhimento dos dados de atos e fatos que afetam o patrimônio da entidade, como coloca Szuster et al (2008,p.33): “A captação envolve a análise de documentos (leis, contratos, notas fiscais, recibos, laudos, processos judiciais etc.), bem como de eventos macroeconômicos que afetam a entidade”.

Reconhecimento – é o momento dos questionamentos em relação aos dados dos atos e fatos, por exemplo, o primeiro questionamento a ser realizado, consiste se o dado captado deve ser reconhecido.

Processo de acumulação – após o reconhecimento dos dados, estes devem ser organizados em banco de dados. Para facilitar o acesso rápido as informações as empresas têm adotado sistemas informatizados de contabilidade.

Sumarização – é ato de transformar todos os dados em informações contábeis úteis aos seus usuários, como a criação de Demonstrações e relatórios contábeis.

Evidenciação – consiste na divulgação das informações contábeis aos seus usuários, seja por meio de jornais de grande circulação, pelo site da entidade ou qualquer outro meio.

Com isso, a cada exercício social a entidade elabora Demonstrações e relatórios contábeis atualizados, desta forma, a cada período social os empresários sabem como se encontra o patrimônio da empresa.

Em virtude da alteração da lei 6.404/76 pela lei 11.638/07, são obrigatórias as seguintes demonstrações:

Balanço Patrimonial – evidencia em determinado momento a situação patrimonial da empresa, como destaca Szuster et al (2008, p. 49, grifo do autor), “ uma fotografia dos bens, direitos e obrigações de uma entidade em determinada data”.

Demonstração do Resultado do Exercício – consiste na apuração dos lucros ou prejuízos da empresa em determinado período, ou melhor, na apuração das receitas auferidas deduzindo as despesas incorridas.

Demonstração das Mutações do patrimônio líquido – demonstra as alterações ocorridas no patrimônio líquido, geralmente são os aumentos do capital social, a apuração e a destinação dos lucros. a rigor, a lei exige apenas das empresas a demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados, que é uma parte da DMPL, mas em virtude desta trazer mais informações preferem elaborá-la.

Demonstração dos fluxos de caixa - evidencia as mutações ocorridas no caixa ou equivalentes.

Demonstração do valor adicionado – evidencia a riqueza gerada pela empresa e como ela distribuída entre os empregados, Governo, financiadores e os sócios.

Bibliografia: RIBEIRO, Osni Moura.Contabilidade geral fácil. 6 ed. atualizada. São Paulo: Saraiva, 2010; SZUSTER, Natan et al. Contabilidade geral: introdução à contabilidade societária. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008. 

Participação: Nenhum Comentário

Avaliação:

  • Atualmente /5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Economia e Finanças

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação