Publicidade

Acesso Restrito

História da Dança

Por: Ana Lúcia Oliveira do Nascimento

Quem é que nunca dançou ou movimentou o corpo com o batuque de uma música? Bem, é difícil encontrar uma pessoa que nunca se remexeu ou contorceu ao ouvir um som

Sabendo disso, ao certo é interessante conhecer ou saber um pouquinho sobre essa arte que envolve a maioria dos povos e que muitas vezes é utilizada não apenas como uma distração, mas como exercício e até mesmo como terapia.

A dança é considerada uma das artes mais antigas, é também a única que despensa materiais e ferramentas. Ela só depende do corpo e da vitalidade humana para cumprir sua função, enquanto instrumento de afirmação dos sentimentos e experiências subjetivas do homem. Segundo o site http://brgeocities.com/quemdancaemaisfeliz, em uma publicação, o desenvolvimento da sensibilidade artística determinou a configuração da dança como manifestação estética. No antigo Egito, 20 séculos antes da era cristã, já se realizava as chamadas danças astroteológicas em homenagem ao Deus Osíris. O caráter religioso foi comum às danças clássicas dos povos asiáticos.

Na Grécia Clássica, a dança era frequentemente vinculada os jogos, em especial aos olímpicos. Com o renascimento, a dança teatral, virtualmente extinta em séculos anteriores, reapareceu com força nos cenários cortesãos e palacianos. No século XIX apareceram a Contradança (que se transformou na quadrilha), a Valsa, a Polca, a Mazurca, o Scottish, o Pas-de-quatre, etc. No século passado surgiu o Boston, só destronado pelas danças exóticas (Cake-Walk, Maxine, One Step, Fox-Trot, e Tango). A divulgação da dança se deu também fora do espetáculo, principalmente nas tradições populares.

Tipos de dança

Existem quatro grandes grupos de estilos de dança, que são:

*Dança Clássica - conjunto de movimentos e de passos, elaborados em sistema e ensinados no ensino coreográfico.

*Dança de Salão - praticada nas reuniões e nos dancings.

*Dança Moderna - que se libertou dos princípios rígidos da dança acadêmica e que serviu de base ao bailado contemporâneo

*Dança Rítmica

Os vários tipos de dança:

Ballet, Ballroom, Bolero, Break-dance, Capoeira, Ceroc, Can Can, Cha-Cha-Cha, Contemporânea, Contra-dança, Country Western, Disco, Exotic Dancing, Flamenco e Spanish Gypsy, Folk and Traditional, Foxtrot, Funk, Jazz, Line Dance, Mambo. Merengue, Middle Eastern, Modern, Polka, Religiosas e dança Sacra, Rumba, Salsa, Samba, Swing, Scottish, Country Dancing, Square Dance, Tango, Twist, Valsa, Western

Danças Nacionais e Populares

Na Espanha - Fandango, Bolero, Jota, Seguidilha, Flamenco...
Itália, a Tarantela, Furlana…
Inglaterra - Jiga…
Polónia - Mazurca e Polca…
Hungria - Xarda…
No Brasil as principais são: Baião, Samba… (As danças brasileiras são a mistura de fatores negros, índios e Europeus).
Portugal - Vira, Verde-Gaio, Malhão, Fandango Ribatejano, Pauliteiros de Miranda do Douro, Gota, Chula, Corridinho...

A Dança em Goiânia
Em Goiânia, existem vários grupos de dança, a CIA de Dança Noah, Dançarte Cia de Dança, Stúdio Dançarte, Quasar Cia de Dança, Balé Inf. do Centro Cultural Gustav Ritter e outros . Um grupo que tem se destacado é o Noah. A companhia de Dança Noah, vinculada ao Programa Cultural da Universidade Católica de Goiás, completa em Setembro deste ano, dez anos de existência. E por isso nossa revista a escolheu para relatar um pouco de sua história.

A primeira apresentação da Noah, foi na abertura dos jogos internos da Universidade, no mês de outubro de 1997 e iniciou com 30 bailarinos. Hoje, aproximadamente 150 pessoas compõem as oficinas de dança ministradas no decorrer do ano. O nome dado à Companhia de Dança, “Noah”, tem um significado curioso, (é uma palavra hebraica, derivada de Noé, que significa de vida longa) e foi escolhido em um concurso.
Segundo Elizabeth Quirino de Barros, Diretora e coreógrafa da Cia de Dança Noah, em Goiânia falta espaço apropriado para a prática e apresentação de danças acadêmicas, mas principalmente espaço e respeito a todos os produtores da arte da dança. “Existem muitos grupos tentando sobreviver à custa de pura paixão, como os grupos que não estão na mídia e não conseguem espaço”, afirma a coreógrafa.

“Em minha opinião, os investimentos do poder público no campo artístico ainda não conseguiram uma expressão de reflexo qualitativo na sociedade, é preciso discutir políticas que contribuam para o desenvolvimento desse campo”, ressalta Elizabeth Barros. A Companhia de Dança Noah é um dos projetos de extensão, implantados pela Pró- Reitoria de Extensão e Apoio Estudantil. Os objetivos são resgatar e divulgar a cultura e o folclore através da arte e da dança e contribuir através dos grupos de apresentação e oficinas, com a função comunitária da UCG”.

Além das oficinas em diversas modalidades de dança, desde a de salão até a dança contemporânea, a Cia de Dança Noah, realiza as coreografias do Programa Cultural e agora vem pesquisando danças folclóricas regionais, estendendo assim seus estudos para danças folclóricas de outros Estados. Com o objetivo de manter vivas certas manifestações culturais que podem ser extintas, se não houver um resgate dos estilos, buscando assim na sociedade, suas raízes artístico-culturais. As oficinas de dança são oferecidas a todos os alunos da Universidade e se estendem a todos os cursos.

Participação: 18 Comentários

Avaliação:

  • Atualmente /5

Se você quer comentar também Clique aqui

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Artes

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2014 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).

R7 Educação